Charge2011-reajuste_na_mesada-797505

Quanto seu filho merece de mesada? Acredito que essa seja uma pergunta muito frequente na cabeça dos pais de primeira viagem.

Afinal algumas crianças se comportam tão bem que aparentemente merecem ganhar milhões por mês, enquanto a grande maioria delas deveria perder dinheiro ao invés de ganhar.

Mas a verdade é que, independente da criança, os pais querem ensinar seus filhos sobre finanças, dentro de suas possibilidades econômicas.

Alguns educadores dizem que dar dinheiro ao seu filho por bom comportamento é premiá-lo por algo que deveria ser habitual e não uma novidade. Enquanto outros dizem que essa é uma excelente forma de distinguir o certo do errado na cabeça de uma criança e ensiná-la a poupar desde cedo.

Para mim não há um plano exato. E cada família deverá se adaptar ao seu estilo de vida.

Mas vi no facebook uma tabela criada por um pai que me chamou atenção. Vitor Yamada postou uma imagem onde mostra sua forma de lidar com o pagamento mensal aos filhos.

É uma tabela simples que garante ao filho um valor mensal do qual é descontado pequenas quantias cada vez que a criança não cumpre determinada tarefa.

Assim ele não ganha por ajudar em casa, mas perde se não o fizer.

Pedagogicamente pode ser errado, mas eu achei uma excelente ideia. E a foto já fez sucesso na internet e recebeu mais de 85 mil compartilhamentos, então várias pessoas concordaram comigo, certo?

noticia_80826

Completo dizendo ainda que quanto menor a criança, menor seu senso de tempo e de compromisso. Portanto recomendo que crianças até 5 recebam semanada, ao invés de mesada. Pois o pequeno valor que receberão será válido por poucos dias na cabeça da criança.

Já no caso de filhos com mais idade, ou que ganhem maiores valores, recomendo que os valores sejam mensais.

No post “Alice no país da economia” eu falo um pouco mais sobre os limites entre a semanada e a mesada de acordo com a idade do seu filho. Quem quiser se aprofundar um pouco mais no assunto clique no link acima.

Em uma matéria para Folha de São Paulo a educadora financeira, Cássia D’Aquino, falou sobre situações do dia a dia para ensinar aos filhos como lidar com o dinheiro. Ela sugere, por exemplo, que seus filhos façam parte do momento das compras, desde a hora de fazer a lista até a hora de comparar os preços dos produtos no mercado.Confira aqui.

E BOA SORTE PRA GENTE!

comentários
 

Deixe seu comentário